O Caldeirão de Santa Cruz do Deserto

Categoria: Longa-metragem
Gênero: Documentário
Ano: 1985
Duração: 78min
Bitola Final: 16mm
Cor: Colorido e P/B
Sinopse: Resgate da memória e da história da comunidade religiosa do Caldeirão, liderada pelo beato José Lourenço, organizada em moldes socialistas primitivos. Depois de alcançar grande progresso a comunidade foi destruída pela polícia cearense e por bombardeio de aviões, em 1936, deixando uma tragédia de mais de dois mil camponeses mortos. Através dos depoimentos dos remanescentes e dos símbolos da cultura popular, o filme faz uma reflexão sobre o poder, a liberdade e a luta pela terra.
Roteiro: Rosemberg Cariry, Firmino Holanda
Diretor: Rosemberg Cariry
Assistente de Direção: Firmino Holanda, Nirton Venâncio
Diretor de Produção: Jefferson de Albuquerque Jr, Robson Azevedo
Empresa Produtora: Cariri Filmes
Produtor Executivo: José Wilton (Dedé), Francis Vale, Teta Maia
Diretor de Fotografia: Ronaldo Nunes
Som Direto: Chico Pereira (Bororo)
Trilha Sonora: Cleivan Paiva
Diretor de Arte: Audifax Rios
Montador: Manfredo Caldas, Carlos Cox
Elenco/Entrevistados: Henrique Ferreira Silva, Luiz Maia, Hildebrando Spínola, Eduardo Hoornaert, Jáder de Cravalho, Maria de Maior, Marina Gurgel. Participações especiais: Dona Ciça do barro Cru, Margarida do Guerreiro, Banda de Pífanos dos Irmãos Aniceto, Boi Tungão de Pedro Boca Rica.

Classificação: Sem classificação
Participações em Festivais: X Festival do Novo Cinema Latino Americano. Havana - Cuba -1988. IV Festival Internacional de Cinema dos Países de Língua Oficial Portuguesa - Aveiros, Portugal – 1990. Sertões - Cinema e Fotografia (Mostra Temática do Instituto Cultural Itaú). 14 de janeiro a 2 de fevereiro de 1997. São Paulo - SP. XVI Jornada Internacional  de Cinema da Bahia – Brasil (1987).  15º.Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema – 03 a 09 de junho de 2005 - Mostra retrospectiva Rosemberg Cariry.  CINUSP “Paulo Emílio” – 21 de novembro a 1º. Dezembro de 2006 - Retrospectiva Rosemberg Cariry. V Panorama Recife de documentários - 30 de junho a 02 de julho de 2007.
Premiações: XVI Jornada Internacional de cinema da Bahia – 1987
Prêmio Glauber Rocha – melhor filme do Júri oficial.
Tatu de Ouro – Melhor Filme (Júri popular).
Prêmio Melhor Filme - Ofício Católico Internacional de Cinema – OCIC.

País: Brasil
Local de Produção: Ceará
Filme Completo:

Comentários estão fechados