Juazeiro – A Nova Jerusalém

Categoria: Longa-metragem
Gênero: Documentário
Ano: 2001
Duração: 72min
Bitola Final: 35mm
Cor: Colorido e P/B
Sinopse: Mergulhando mas maravilhas e misérias do cotidiano da Cidade Santa de Juazeiro do Norte, no Ceará, o filme conta a história do Padre Cícero Romão Batista (1854-1934) e revela um universo desconhecido e fascinante para o espectador, onde o sonho se confunde com a própria realidade. o Espírito Santo, atendendo a um pedido de Nossa Senhora para salvar os homens das trevas e da destruição, desce ao Brasil e, no pequeno povoado de Juazeiro, encarna-se naquele que viria a ser o Pastor dos deserdados filhos da terra. Assim, inicia-se o mito do Padim Ciço na região do Cariri Cearense. À medida que os eventos da vida do Padre são contados (estudos, sonhos, milagres, viagem a Roma, lutas políticas, perseguições, etc.), eles se mesclam intimamente com a própria história do País, em uma tecedura complexa, em que a visão popular e a história oficial são como universo paralelos. Beatos e romeiros falam do encanto e do desencanto de Juazeiro como A Nova Jerusalém, quando, por fim, o paraíso da liberdade, da igualdade e da fraternidade será instaurado na terra.
Roteiro: Rosemberg Cariry, Firmino Holanda
Diretor: Rosemberg Cariry
Diretor de Produção: Walmir Paiva
Empresa Produtora: Cariri Filmes
Produtor Executivo: Petrus Cairry, Fernando Braga, Sylvie Debs
Diretor de Fotografia: Kin, Rivelino Mourão
Trilha Sonora: Geraldo Amâncio, Zé Maria, Oliveira de Panelas, Grupos tradicionais do Cariri Cearense
Montador: Petrus Cariry, Kin
Elenco/Entrevistados: -
Classificação: 10 anos (Não recomendado para menores de 10 anos).
Participações em Festivais: Cine Ceará –  Exibição especial. Encerramento do Festival – 2002. Festival do Novo Cinema Latino-Americano de La Havana – Cuba – dezembro – 2002. Regards Comparés. Brésil – Identités Religieuses du Candoblé au Petecôtisme – 16 a  20 de outubro de 2002 – Paris – França. Pop Brasil – A Arte popular e o Popular na Arte – abertura  e exibição contínua – espaço Cultural do Banco do Brasil – São Paulo. Julho de 2002. 9º. Mostra Internacional do Filme Etnográfico – Rio de Janeiro – 2002. 6º. Festival de Cinema do Recife – PE 21 a 29 de Abril.  12º. Cine Ceará – Exibição de Encerramento – 2002. 15º.Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema – 03 a 09 de junho de 2005 - Mostra retrospectiva Rosemberg Cariry. CINUSP “Paulo Emílio” – 21 de novembro a 1º. Dezembro de 2006 - Retrospectiva Rosemberg Cariry.
Premiações: Festival de Recife - 2002
Prêmio de Melhor Roteiro
XXIX Jornada Internacional da Bahia  - 2002
Prêmio Oficio Católico Internacional de Cinema - Melhor Documentário de Longa Metragem
Prêmio Tatu de Ouro.

País: Brasil
Local de Produção: Ceará
Divulgação:

Comentários estão fechados