Curta-metragem Tubarão ganha prêmios de melhor filme pernambucano no Recifest

Cearense O Melhor Amigo foi o vencedor na categoria nacional

recifestTubarão, de Leo Tabosa, ganhou o prêmio de melhor curta pernambucano segundo a comissão julgadora e o júri popular do Recifest: Festival de Cinema da Diversidade Sexual, encerrado na noite de sábado no Cine São Luiz. Na categoria nacional, o vencedor foi o cearense O melhor amigo, de Allan Deberton.

Confeccionado pela artista Xuruca Pacheco, o troféu do evento ganhou o nome de Rutílio de Oliveira (1959-2012), homenageado desta primeira edição – um sucesso de público (2,320 mil espectadores em cinco dias) -, que começou na última terça com uma programação de longas e curtas-metragens brasileiros e estrangeiros.

Menções honrosas e prêmios de entidades também foram dedicados aos filmes O diário de Márcia (PB), de Bertrand Lira (também vencedor do júri popular na categoria nacional), Quem tem medo de Cris Negão(SP), de René Guerra, Garotas da Moda (PE), de Tuca Siqueira, e Khady (PE), de Hanna Godoy.

Veja mais em Diário de Pernambuco.

Comentários estão fechados