Primeiro filme de animação 3D cearense tem estreia no Cineteatro São Luiz

A exibição de uma maratona de curtas cearenses pela tarde e o lançamento do longa-metragem de animação em 3D “13 – Um dia que mudou o mundo”, do chargista Sinfrônio, pela noite, marcou o primeiro dia de programação especial do Cineteatro São Luiz em homenagem ao Dia do Audiovisual Cearense, nesta quinta-feira (15/10). Amanhã, a partir de 14h30, serão exibidos mais oito curtas-metragens de realizadores independentes, em alusão à data comemorativa. Também será lançado, às 18h30 o longa “Rita de Redenção”, de Cássio Araújo.

Na abertura do lançamento do filme de Sinfrônio, o primeiro longa-metragem cearense de animação em 3D, o São Luiz abriu espaço para mais uma iniciativa positiva para o audiovisual cearense. Tibico Brasil, presidente da TV Ceará (TVC), apresentou novidades sobre a emissora pública do Governo do Estado, que está lançando uma Chamada Pública para a apresentação de propostas para compor a programação da emissora a partir de 2016.

Ele também falou sobre novos programas que irão estrear na programação do canal. Um deles é o TVCine Dragão, a primeira faixa de cinema da TVC, realizado em parceria com o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. O programa será apresentado pelos curadores das salas de cinema da Fundação Joaquim Nabuco do Centro Dragão do Mar e discutirá o fazer cinematográfico com especialistas, exibindo, na sequência, os filmes em discussão.

Maratona de curtas e lançamento de longa nesta sexta-feira

A maratona de curtas-metragens exibidos amanhã contará com filmes produzidos por realizadores cearenses independentes, sem o auxílio de editais públicos de fomento. Dessa forma, segundo o curador do Cineteatro São Luiz, Duarte Dias, abre-se uma janela para a produção advinda dos alunos das universidades, ONGs e demais espaços de formação, além daquelas feitas por realizadores independentes. A programação é gratuita, e começa às 14h30.

Já o filme “Rita de Redenção”, do cineasta Cássio Araújo, será lançado às 18h30, com ingressos de R$6,00 (inteira) e R$3,00 (meia), na bilheteria do São Luiz. O enredo do longa-metragem é baseado em uma história de fé e devoção à Santa Rita de Cássia, copadroeira do município de Redenção, situado no Maciço de Baturité, no Ceará. Nele, fica evidente a devoção dos fiéis no novenário dedicado à santa, que acontece anualmente no mês de setembro. Além da celebração religiosa, o roteiro inclui aspectos da vida de Santa Rita, considerada a santa das causas impossíveis.

O diretor Cássio Araújo e a diretora de fotografia do filme Jane Malaquias estiveram nas cidades de Roccaporena e em Cássia (Itália), onde filmaram em locais nos quais a santa viveu. Além de cenas e depoimentos fortes e emocionantes, o documentário é marcado pela emoção, principalmente pela trilha sonora composta pelo músico cearense João Mamulengo e as interpretações da música-tema por Fagner e Amelinha.

O Dia do Cinema no Ceará

Segundo o pesquisador e historiador Ary Leite, pode-se afirmar que a produção cinematográfica do Ceará teve início em 15 de outubro de 1924, com a exibição do curta-metragem “Temporada Maranhense de Foot-Ball no Ceará”, dirigido por Adhemar Bezerra Albuquerque e exibido no Cine Moderno, um dos lendários cinemas da Praça do Ferreira. Entretanto, antes dessa realização, ocorreram poucas outras películas rodadas por anônimos cinegrafistas da década anterior.

“Poderiam ser trabalhos de diretores visitantes, vindos de cidades mais desenvolvidas nessa prática. Talvez fossem eles ‘cavadores’, tão comuns naqueles tempos pioneiros, notadamente no sudeste do Brasil. Eles eram profissionais que se aventuravam ‘cavando’ algum financiamento junto às elites, de centros urbanos ou do interior, para manterem suas atividades”, destaca o historiador e professor de cinema Firmino Holanda.

Adhemar Albuquerque, que viria a se notabilizar nacionalmente ao patrocinar e produzir o célebre filme que Benjamin Abrahão fez de Lampião e seu bando, foi o fundador da ABA Film, registrando, em fotografias e filmes, os principais eventos sociais e políticos doCeará entre as décadas de 1930 e 1940.

SERVIÇO

Programação do Dia do Audiovisual Cearense no Cineteatro São Luiz

14h30 | MARATONA DE CURTAS-METRAGENS CEARENSES INDEPENDENTES – CENSURA LIVRE | ENTRADA GRATUITA

BABAU PARA TODOS
Carlos Normando, 20’, Documentário, 2011
Sinopse: Babau do Pandeiro é o cambista que virou artista e não quer nem saber em que bicho isso vai dar.

MONTE PEDRAL
Marcley de Aquino, 15’, Documentário, 2012
Sinopse: Monte Pedral é um documentário poético sobre a criação de gado bovino no sertão nordestino.

ESTADOS ALTERADOS
Ives Albuquerque, 20’, Documentário, 2013
Sinopse: Documentário acerca das políticas públicas sobre drogas entre Brasil e Portugal.

PRESSENTIMENTO
Carlúcio Campos, 6’41”, Ficção, 2014
Sinopse: A história de uma mãe que tem um presságio desagradável em relação ao seu filho.

BECCO DO COTOVELO
Pedro Cela e Eduardo Cunha, 25’, Documentário, 2015
Sinopse: Becco do cotovelo é um filme que retrata o movimento de um tradicional beco no centro de Sobral.

FIM DE SEMANA
Ivo Lopes Araújo e Pedro Diógenes, 25’, Documentário, 2013
Sinopse: Um fim de semana acompanhando o trabalho de uma banda de forró, viajando pelo interior do nordeste entre asfalto, guitarras e painéis de LED.

AREIA LOTEADA
Nigéria Filmes, 26’, Documentário, 2015
Sinopse: Três comunidades do litoral de Fortaleza resistem à especulação imobiliária na cidade com maior densidade demográfica do país.

DISTÂNTE
Arthur Gadelha, 7’, Ficção, 2015
Sinopse: A distância entre um pai e seu filho encontra o silêncio.

18h30 | LANÇAMENTO DE FILME DE LONGA METRAGEM CEARENSE – CENSURA LIVRE | ENTRADA: R$ 6,00 (INTEIRA) E R$ 3,00 (MEIA)

RITA DE REDENÇÃO
Cássio Araújo, Brasil, 78’, Doc-ficção, 2015
Sinopse: Retrata os festejos e a devoção à santa Rita de Cássia no município de Redenção (CE). A manifestação de um povo diante a fé durante os festejos com relatos emocionados de quem se vale da santa das causas impossíveis por um alento. Conta ainda com uma parte ficcional em que mostra o dia-a-dia de uma devota da cidade durante os festejos.

Fonte: Secult/CE

Comentários estão fechados